O poder da música

Blog header

Há alguns dias, recebemos um e-mail de um indivíduo muito animado que estava ansioso para compartilhar com a gente sua experiência. Recebemos com frequência mensagens e comentários, mas essa em particular, se destacou entre as demais. Essa mensagem, literalmente, me fez sentir abençoado. Imediatamente enviei para toda minha equipe, e decidi que faria o possível para compartilhá-la com o mundo, para que todos pudessem sentir o mesmo. Você deve estar ansioso para ler essa mensagem, não é mesmo? Você pode pular alguns parágrafos e ir direto à mensagem, ou continuar lendo sobre o que nós do HookSounds fazemos. Isso o ajudará a entender por que a mensagem teve um impacto tão forte em mim e certamente servirá de inspiração para todos que pensam em seguir sua paixão.

Somos uma startup e enfrentamos o desafio constante de tentar descobrir o próximo passo importante a ser dado. Trabalhamos com um orçamento limitado e uma pequena equipe de 10 pessoas. Portanto, precisamos analisar cuidadosamente qual é o próximo passo a ser dado para atender nossos clientes da melhor forma. Se focamos na melhoria do site (velocidade, interface de usuário, fluxo de trabalho de publicação), temos que adiar a atualização de servidor. Se queremos aumentar a equipe de suporte, temos que dar adeus àquela estratégia de marketing maluca que tínhamos em mente. Nosso trabalho é vender música, e nosso compromisso vem do fato de que metade dos nossos membros fundadores são músicos (inclusive eu). Por isso, decidimos desde o início que nossos padrões de curadoria seriam a base de nosso compromisso com a integridade e com os mais altos padrões desse mercado. Essa é a nossa prioridade e tentamos manter-nos fiéis a ela. Nossa empresa cresceu para atender centenas de milhares de clientes e fizemos isso sem financiamento externo. Realmente não esperávamos crescer tão rápido, mas certamente é emocionante.

Às vezes é difícil nos definirmos como uma empresa de tecnologia. Hoje em dia quase todas as empresas possuem intrinsecamente a tecnologia em sua base de funcionamento. Até os bancos vêm modificando seus modelos de negócios e atualmente mais parecem empresas de tecnologia do que instituições financeiras. No entanto, nosso ramo real é a arte, e como dizem por aí “não existe arte ruim ou arte boa, é uma questão de gosto”. Eu vejo que muitas vezes “queremos nos libertar” ou “queremos ter o poder de escolher”, mas de alguma forma, como diz um amigo meu, “todos sabemos quando algo cheira bem ou não”. Para mim, o mesmo conceito se aplica aos nossos outros quatro sentidos. Vivemos em um mundo controlado por números. Parece que quanto mais você tem, melhor. Apesar disso, aceitamos apenas 5% de todos os pedidos que recebemos. Nós trabalhamos apenas com os músicos mais talentosos do mercado e ouvimos todas as faixas lançadas. Também compomos música internamente e nos dedicamos ao máximo para produzir as melhores faixas. A música deve causar um impacto profundo em seus ouvintes e como nossos clientes usam nossas músicas em seus projetos, nossa missão é garantir que eles possam confiar em nossa música não apenas para melhorar seus projetos, mas para deixar seus vídeos, podcasts ou filmes ainda mais marcantes. Nosso objetivo é ajudar nossos clientes a se destacarem e fazê-los atingir um nível inimaginável de produção, não apenas oferecer a eles um monte de músicas de fundo genéricas. Justamente por isso, decidimos também compor nossas próprias músicas, que criamos desde a primeira nota.

Uma das perguntas mais frequentes que nos fazem quando fazemos alguma apresentação da empresa é “quantas faixas vocês têm?” em vez de “Suas músicas são boas?” ou “Posso ouvir suas músicas?”. Eu sempre fui cético em relação ao uso de estatísticas para conteúdos artísticos. Classificações, seguidores, curtidas, são apenas alguns fatores da natureza complexa da obra de arte que basicamente dizem “ok, várias pessoas gostaram desse conteúdo”. No entanto, você precisa ativar e desenvolver seus sentidos não analíticos ao ponto de conseguir realmente compreender a beleza para poder diferenciar o “bom o bastante” do “incrível”. A música, como todo o tipo de arte, tem o poder de alcançar o que há de mais sagrado em nós e nunca deve ser corrompida ou ignorada. Ela tem o poder de tocar nossas almas profundamente, inspirar, provocar e criar uma atração. Os compositores carregam uma imensa responsabilidade, pois toda vez que temos contato com uma obra de arte, nunca mais seremos os mesmo de antes. Quando usada com sabedoria, a música pode trazer alívio, reduzir os sintomas do autismo, amenizar condições degenerativas do cérebro como demência e Alzheimer e até ajudar na luta conta condições mentais como depressão. Esse é o poder da música.

É por isso que temos tanto orgulho de receber mensagens de apoio como essa. Esse cara ficou realmente emocionado e podemos dizer ficamos honramos ter conseguido passar nossa mensagem usando a linguagem da música. Então, quando as pessoas nos perguntam “Por que escolher o HookSounds? Qual a diferença dos demais? ” Procuramos sempre responder com palavras, mas no final, dizemos: “Você só entenderá ouvindo, somente ouvindo”.