Por que a mídia online será dominada pelo vídeo no futuro

Press Play

O panorama online está sempre evoluindo e a forma como as pessoas consomem conteúdo online hoje é bem diferente do que era há 10 anos. Durante o Mobile World Congress 2016 em Barcelona, ​​Mark Zuckerberg fez uma observação interessante sobre os usuários online que é claramente evidente no mundo online de hoje. Ele destacou durante seu discurso de abertura que a maior parte do conteúdo online consumido há 10 anos estava na forma de texto e fotografias. Ele acrescentou que as plataformas online agora estão mudando gradualmente para o vídeo como uma parte importante de seu desembolso de conteúdo. “Só acho que estaremos em um mundo daqui a alguns anos, onde a grande maioria do conteúdo que as pessoas consomem online será vídeo.” Disse Zuckerberg.

O vídeo e a transmissão ao vivo oferecem um canal não filtrado por meio do qual os criadores de conteúdo podem compartilhar momentos e transmitir informações de maneira cativante. De acordo com uma pesquisa realizada pela Cisco, o vídeo responde por cerca de 70% de todo o tráfego de consumo da Internet e as projeções mostram que esse número deve aumentar nos próximos anos. Com o conteúdo de vídeo se tornando mais popular, os produtores de conteúdo que não conseguirem explorá-lo como ferramenta de marketing certamente perderão o potencial de alcançar as massas. Um estudo feito pela Nielsen revelou que mais da metade de todos os profissionais de marketing da amostra acreditam que o vídeo será uma parte dominante de suas estratégias no futuro próximo.

Grande Público

O vídeo é virtualmente incomparável quando se trata do número de pessoas que ele pode impactar direta e indiretamente. Um bom exemplo é o YouTube, que tem mais de um bilhão de visitantes únicos na web todos os meses. Um terço dos britânicos assiste a pelo menos um vídeo online por semana, o que representa uma audiência de mais de 20 milhões de pessoas somente no Reino Unido. Os profissionais de marketing de conteúdo têm esse grande público à sua disposição e tudo o que precisam fazer é criar o conteúdo certo e garantir que o grupo-alvo certo tenha acesso a ele.

YouTube Stats Infographic

Tornando-se viral

Existem muitos casos em que vídeos específicos ganham popularidade e são amplamente compartilhados na Internet. Esses vídeos podem obter milhões de visualizações e esse é o tipo de alcance que os profissionais de marketing de conteúdo exigem. É importante envolver os espectadores com um conteúdo tão bom que eles se sintam obrigados a compartilhar com seus familiares e amigos. Produzir vídeos virais é uma ótima maneira de entreter, criar consciência de marca e promover uma mercadoria ou serviço. Os vídeos são ótimos porque têm uma maneira de envolver os espectadores por meio de sons e imagens, em vez de apenas textos ou gráficos.

Mais fácil de consumir informações

A natureza interativa dos vídeos torna o conteúdo mais pessoal para os espectadores e pode ajudar a criar uma frase de chamariz eficaz. Estamos vivendo em uma era digital em que os indivíduos têm acesso a grandes volumes de dados. Para se destacar, você precisa criar informações interativas e de fácil digestão que se conectem com o público-alvo. O vídeo é uma ótima forma de mídia porque apresenta o conteúdo em um formato de fácil compreensão e que não exige muito esforço para ser consumido.

Crescimento do Livestreaming

Já foi considerado um conceito novo que era acessível apenas a alguns, mas agora a transmissão ao vivo está se tornando um recurso padrão, especialmente nas mídias sociais. Na VidCon 2016, a transmissão ao vivo foi um tema quente e houve várias palestras sobre o assunto. Durante o evento, o Facebook anunciou o lançamento de seus serviços de co-transmissão e transmissão única do Facebook Live. O YouTube também anunciou a capacidade de transmissão ao vivo para todos os seus principais usuários de aplicativos. Existem também outros serviços especializados de transmissão ao vivo Periscope, Twich, Meerkat, Streamup, Live.me e muitos mais. Os profissionais de marketing de conteúdo certamente buscarão maneiras de alavancar essas plataformas para comercializar produtos.

livestream

Marcas tomando conhecimento

As grandes marcas estão começando a prestar atenção ao potencial do vídeo na mídia online, especialmente para o público mais jovem. Estão começando a perceber que o canal mais adequado para atingir o mercado adolescente e da geração do milênio é a criação de conteúdo de vídeo digital imersivo. A presença da marca pode melhorar significativamente com o conteúdo de vídeo certo e isso se aplica a novos jogadores, bem como aos gigantes da indústria.

Mais plataformas

Assim como o vídeo e a transmissão ao vivo estão aumentando em popularidade, o mesmo ocorre com as plataformas que oferecem suporte e promovem o conteúdo. No entanto, é importante notar que não é necessariamente a plataforma que importa, mas sim como a plataforma é usada. Se você criar conteúdo de baixa qualidade, ele não poderá ser aprimorado pela popularidade da plataforma. Portanto, os criadores de conteúdo que entendem que o conteúdo é rei têm muito mais probabilidade de ter sucesso na construção do futuro da mídia online.

Fácil de produzir

Há algum tempo, era necessário alocar uma grande quantia de dinheiro para a produção de vídeo, pois isso exigia um equipamento especializado que não era facilmente acessível para as pessoas comuns. As coisas mudaram muito ao longo dos anos e agora o equipamento de gravação de vídeo é facilmente acessível e muito mais barato do que antes. As startups não precisam comprar ou alugar equipamentos caros ao começar. Na verdade, é possível criar conteúdo com qualidade de broadcast com uma câmera decente de smartphone. Muitos YouTubers renomados começaram a fazer vídeos com seus telefones e gradualmente fizeram a transição para equipamentos profissionais depois de ganhar algum dinheiro. Existem também muitas ferramentas de edição, efeitos especiais e áudio disponíveis online para procedimentos de pós-produção.

O vídeo irá diversificar

Nos próximos anos, o conteúdo de vídeo online deve se diversificar e se libertar do que é hoje. Com a proliferação de dispositivos móveis, haverá uma necessidade crescente de conteúdo de vídeo centrado em dispositivos móveis. Os vídeos também devem ser mais especializados, a fim de atrair nichos de mercado específicos. Plataformas como o YouTube são projetadas para ter categorias mais segmentadas para atender à grande quantidade de conteúdo que será criado. Depois de muitos anos basicamente agrupando conteúdo de vídeo, haverá redes multicanais para atender a várias preferências de conteúdo de vídeo. Outras redes digitais de nicho surgirão com base em modelos como Awestruck Network que visa mães millenials e Felicial Day’s Geek and Sundry que atende entusiastas da cultura geek.

tablet on the hand with video player

A TV convencional está mudando

Em 2016, a NBC lançou a primeira temporada da série Aquarius em seu site oficial e aplicativo móvel. Isso foi feito além da exibição dos programas semanalmente na TV tradicional. Esta é a evidência de uma aceitação gradual do ciberespaço como a próxima fronteira. Portanto, além do conteúdo normal da web, uma grande parte do conteúdo da TV está sendo adaptado para atender ao público online. Isso não significa necessariamente a ruína para as redes de televisão convencionais, mas é a prova da grande influência que o vídeo online tem no mundo de hoje.

Publicidade Digital

Muitos dólares de publicidade estão agora sendo alocados para conteúdo digital e é um fato bem conhecido que os anunciantes visam plataformas onde podem obter o melhor alcance. Uma verificação rápida em sites como o YouTube revelará um número maior de anúncios em comparação com alguns anos atrás. Esta é uma evidência clara de uma mudança gradual das plataformas tradicionais de mídia de publicidade. O Facebook, por exemplo, está experimentando um aumento acentuado na receita de publicidade e o relatório do segundo trimestre de 2016 do site revelou que os números impressionantes foram atribuídos em grande parte à atividade de vídeo e streaming ao vivo. Durante o lançamento do relatório, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, destacou o fato de estar otimista de que, no futuro, o vídeo pode realmente ser o núcleo do site de mídia social.

video advertising

Buzz nas redes sociais

A mania da mídia social ainda não está prestes a diminuir tão cedo. No entanto, o cenário está mudando lentamente com muito mais conteúdo de vídeo sendo incorporado aos sites. De acordo com as estatísticas, o conteúdo de vídeo do Facebook tem aumentado nos EUA em mais de 90% ao ano de 2014 a 2015. Internacionalmente, o Facebook está vendo um aumento médio anual de mais de 70% no conteúdo de vídeo. Esses são números altos por qualquer padrão. Também é importante notar que o Facebook registrou 8 bilhões de visualizações diárias de vídeo alucinantes em novembro de 2015; que foi quase o dobro do ano anterior. O Facebook está definitivamente apostando no vídeo para aumentar suas receitas e o site de mídia social deu um passo adiante, pagando aos editores, influenciadores e celebridades para postar vídeos relevantes. Cerca de US $ 50 milhões já foram pagos para promover o uso de vídeos e o recurso de transmissão ao vivo. Esse tipo de investimento é uma indicação de que as partes interessadas da mídia social sabem para onde o conteúdo da mídia social está indo. Outras plataformas populares, como Instagram e Snapchat, estão aproveitando o conteúdo de vídeo para consolidar seu número de usuários e atrair os anunciantes certos.

Então, como as marcas podem se preparar para a revolução do vídeo?

Não há dúvida de que as pessoas estão gastando mais tempo do que nunca com conteúdo de vídeo. Conforme essa tendência continua, é importante que as marcas e os profissionais de marketing de conteúdo reconheçam o potencial do vídeo e encontrem maneiras de explorar essa mídia para obter o máximo ganho. Então, quais são algumas das maneiras que eles podem fazer isso

Conteúdo Original
É importante criar conteúdo original criativo que possa agradar diretamente ao seu público principal. Como mencionado anteriormente, o conteúdo é rei. Também é importante, especialmente para startups, tentar ao máximo não usar material protegido por direitos autorais sem a autorização necessária. Por exemplo, se você estiver usando uma filmagem ou música de fundo, certifique-se de usar material original ou mídia livre de royalties. Existem muitos sites onde você pode comprar licenças de música e outras formas de mídia para usá-las legalmente em vídeos. Além de o público apreciar o conteúdo original, os mecanismos de pesquisa também classificam o conteúdo original em uma posição superior nos resultados da pesquisa.

Aproveite a mídia social
O poder das mídias sociais não pode ser esquecido nesta era digital. A mídia social comanda um público extremamente grande e é possivelmente o método online mais importante para apresentar conteúdo de vídeo online.

Reutilizar e adaptar o conteúdo de vídeo
O redirecionamento do conteúdo de vídeo é uma forma de alcançar novos públicos e ao mesmo tempo reforçar sua mensagem. Existem várias maneiras de fazer isso, por exemplo, você pode usá-lo como base para uma nova postagem no blog. Combiná-lo com texto escrito e outros aspectos como infográficos pode aumentar a relevância de seu vídeo enquanto direciona o tráfego necessário para o vídeo original.

O Buffer fez um experimento para ver se é possível não criar um novo conteúdo de vídeo por um mês inteiro e, em vez disso, apenas atualizar o conteúdo de vídeo antigo. Surpreendentemente, no final do mês, houve um aumento de 4% no tráfego de busca orgânica. Isso reforça a regra de marketing que diz que os consumidores precisam ouvir uma mensagem pelo menos 7 vezes antes de tomarem qualquer atitude. Portanto, é possível reaproveitar vídeos antigos e adaptá-los a novos canais.

Personalize vídeos
O conteúdo de vídeo online precisa ser otimizado de acordo com plataformas específicas. Por exemplo, alguns sites têm requisitos de comprimento que precisam ser cumpridos. Sites como Snapchat, Instagram e Twitter exigem clipes curtos e pequenos, enquanto sites como YouTube, Facebook e LinkedIn são mais adequados para vídeos mais longos.

Compartilhe mais de uma vez
Estudos mostram que mais de 70% dos blogueiros não compartilham seus vídeos mais do que 3 vezes. No entanto, os especialistas dizem que a repetição é importante para transmitir um ponto de vista. Ao postar um vídeo mais de uma vez em intervalos específicos, você pode aumentar significativamente o seu alcance. No entanto, é importante garantir que os vídeos sejam relevantes.

Medir Impacto
Depois de postar um vídeo, é muito importante analisar certas métricas, como o número de visualizações, compartilhamentos e engajamento do público. Isso ajudará a determinar o impacto do conteúdo nos espectadores.

power of video